Que colorido encontras no teu Ser? Na preocupação do momento que, na medida que de ti se afasta, tão permanentemente buscas…quanto carregas do pó seco de quem te rodeia? A vida traz consigo apenas um foco. Viver. Viver traz consigo um único caminho. Ser feliz. Essa unicidade do presente, do agora, define um trilho sem partidas ou chegadas…intemporal, apenas definido pelos teus passos, pleno da felicidade que te eleva para lá da transumância da vida…

Se fores o que sentires, sentirás o que serás.

Uma reedição da obra de Miguel Torga é sempre algo que destaco. Porque Torga é uma paixão antiga, quase paradoxal na minha vida. Existe na sua austeridade (um atributo de personalidade que em mim não encontro), uma força que alimenta a vitalidade do seu pensamento, que se mantém simples, direto, e sem filtros, evocando a visão do homem enquanto povo, do povo enquanto país…e do país que daí resulta, em retratos mais ou menos positivos, mas sempre com o sentimento de quem nunca pretendeu ser mais do que um homem do povo, entre o povo. Um pensamento despretencioso, e, por isso, cada vez mais raro nos dias que correm, mas igualmente cada vez mais necessário. Um grande bem haja às Edições D. Quixote, por esta iniciativa.

Crédito da imagem: Site Casa-Museu Miguel Torga

Ler Mais

Adolfo

Elogiado por uns, criticado por outros… Acho que Adolfo Mesquita Nunes tomou uma decisão corajosa. A tomada de posição publica de afirmação de homosexualidade é sempre algo que provoca reações algo primárias, características num país […]

Experiência com a app mobile do WordPress. Em dias de trabalho o tempo não é muito, e o frio não convida a grandes aventuras de escrita. Mas é complicado por vezes passar por entre a vontade de escrever e toda a facilidade tecnológica que hoje permite tão grande flexibilidade.