Omnia in micro – 3

Pelo sono pesado da noite levemente se libertavam os sonhos da manhã…o tempo, esse, limitava-se a seguir o seu trajeto…para ele, que erguido no canto do quarto contemplava o seu corpo deitado, era mais uma questão de luz… apenas ela rasgava esse tempo absorto na sua ausência, dele afastando os sonhos que nela acolhia…talvez afinal a noite não seja assim tão escura. Talvez nada mais seja que a ausência de luz no sentir de cada um.

Crédito da imagem: Desconhecido. Solicito informação.

 

Tagged with: