Os dias de ontem e hoje foram tristes, com exemplos de uma mediocridade muito pequenina, face ao que se está a passar na Grécia e na Suécia, rondando o inacreditável…do jornalista da SIC que questionou veementemente um Secretário de Estado sobre o custo da ajuda a estes dois países, até ao costumeiro assomo de populismo, por parte de um já popular populista, que nas populistas manhãs da TV portuguesa nos brinda com algo parecido a uma campanha de imagem própria…até ao infeliz (nem lhe posso dar outro nome) que fez a piadinha no Twitter do David Fonseca, sobre os concertos de solidariedade, ou um deputado que faz jogos políticos no meio da tragédia…pelo meio, um coro de vozes que se levantou na retaguarda apenas confirma a forma escondida como nas redes sociais se desenvolvem as alcateias de serviço, orquestradas pelos “ídolos”e as suas agências de comunicação, ou apenas pela mera existência ínfima de alguns.

Temos da Europa apenas uma imagem de fluxo de dinheiro, ou de destinos mais ou menos na moda para aplacar o nosso provincianismo militante. É triste que para alguns portugueses, chorar os nossos mortos significa abandonar os outros ao fogo e ao mar. É triste que seja essa a ideia de solidariedade para a Grécia, que foi dos primeiros países a colocar-se à disposição para um apoio face nossa própria tragédia. Mas isso já não interessa…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.