45

Não gosto de saudosismos. Nunca gostei, e da vivência no passado apenas guardo a memória de não evoluir. Gosto, contudo, de falar do passado, porque dessa viagem nascem grandes lições para o caminho, de como o pé sabe acariciar o chão, lançando o próximo passo no universo.

Mas hoje, mais um aniversário passou. Mais um dia, mais um passo. Mais um silêncio encontrado nos horizontes que nele se abrem…presente que se recusa tornar passado, que insiste em tornar-se futuro.

És feito de um tempo que se renova, senhor de um futuro que apenas no teu silêncio constróis.

Tu, a ti mesmo pertences.

Crédito da imagem: Desconhecido. Solicito informação

 

Tagged with: